São asas que eu nunca pude usar.

Um diário. Um desejo. Um desabafo. Um desaforo. Um suor que escorre do coração aos dedos. Uma insônia que atormenta. Um medo, que transborda. Pensamentos que reviram e remexem e acabam vindo parar aqui.

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Meu bem, meu amor, meu neném. Um clichê.


É tão tarde pra tentar te esquecer.
É tão tarde pra tentar não te querer.
Tão mais tão tarde pra tentar não sofrer assim por ti.
"Mas todo sofrimento um dia tem fim".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Psiu, deixe um comentário! ♥