São asas que eu nunca pude usar.

Um diário. Um desejo. Um desabafo. Um desaforo. Um suor que escorre do coração aos dedos. Uma insônia que atormenta. Um medo, que transborda. Pensamentos que reviram e remexem e acabam vindo parar aqui.

terça-feira, 8 de setembro de 2015

Nossos Erros

Alguém te trata como bicho e você pensa que nunca mais será gente
A vida te machuca e você pensa que nunca mais será algo além de cicatriz
Você tropeça nas pedras do caminho e acha que nunca mais estará de pé
Nosso erro é pensar que nunca mais
Mas há sempre um amanhã [e um depois de amanhã]
Na outra esquina há outro alguém
Ao dormir, virão outros sonhos
Ao acordar, outras oportunidades
Pra tudo, ainda existe você

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Psiu, deixe um comentário! ♥